PERGUNTAS FREQUENTES

1. Bebi demais e bati o carro. O SEGURO COBRE?
    R: Todas as Seguradoras são unânimes: a resposta é um grande NÃO.

2. Fiz seguro no Interior, mas uso o carro também em São Paulo. Se eu bater ou roubarem meu carro na Capital, tenho direito a receber a indenização?
    R:
Depende. Em geral, se você se beneficiou da tarifa mais barata do Interior, mas     usa o carro mais de 10% do tempo na Capital, onde os riscos são maiores, a     seguradora pode não pagar. Porém, em muitos casos as empresas levam em     conta o endereço onde o veiculo pernoita, como faz a Itaú Seguros e a AGF.     Agora se na contratação do seguro foi informado o CEP de pernoite no Interior e o     veiculo pernoitar na Capital e for roubado, não haverá cobertura pois houve     informações inverídicas na contratação do seguro.

3. Mudei de emprego e esqueci de avisar à seguradora. E se meu carro for roubado no novo bairro?
    R:
Se, ao mudar de emprego, o segurado alterou também o local de     PERNOITE do carro, é preciso comunicar à Seguradora, para garantir a     indenização. O mais importante são os endereços RESIDENCIAIS do     CONDUTOR e do VEICULO.

4. Quando da contratação do meu seguro eu tinha um estado Civil e agora o mesmo alterou. Por exemplo: Era casado e agora sou viúvo ou separado. É preciso informar a Seguradora?
    R:
Sim. É sempre bom manter a Seguradora com seus dados Cadastrais     corretos para não ter problemas futuros na indenização de seu seguro.

5. Sofri um sinistro, mas estou com IPVA atrasado e documentação irregular. Vou receber a indenização?
    R:
Sim, mas só depois que a documentação for regularizada e as taxas,     quitadas. Em alguns casos, a seguradora pode deduzir esses valores da     indenização.

6. O que é franquia?
    R:
É a participação obrigatória do segurado nos sinistros em que houver o     conserto do veículo, proveniente de danos.

7. Quando não há franquia?
    R:
Somente nos sinistros de perda parcial por incêndio, indenização integral por     colisão, roubo ou incêndio, este último parcial ou total, e também nos casos de     reclamações exclusivas da cobertura RCFV (terceiros).

8. Sempre que houver um acidente, devo fazer Boletim de Ocorrência e acionar a seguradora?
    R:
O ideal, em caso de acidente, roubo ou furto é sempre fazer o Boletim de     Ocorrência evitando-se, assim, divergências na constatação dos fatos. Quando     contratada a cobertura opcional de Assistência 24 horas, o serviço estará     disponível tendo ocorrido um acidente ou não (pane no veículo). A participação da     seguradora no pagamento do conserto do veículo estará sempre condicionada ao     montante dos prejuízos ter ultrapassado o valor da franquia (participação     obrigatória do segurado).

9. Financiei a compra do meu veiculo, ocorreu um sinistro com indenização integral do veiculo. Receberei a indenização somente após quitar o financiamento?
    R:
Nessa situação vamos antecipar parcialmente a indenização para que seja     quitada a divida junto à instituição financeira. De posse do instrumento de     liberação, efetuaremos proporcionalmente a indenização final.

10. Qual a finalidade de se fazer vistoria para contratar o seguro?
    R:
A realização da Vistoria Prévia tem por finalidade a classificação e     identificação do veiculo para a analise de aceitação do risco. É através dela que     podemos comprovar a existência, o estado de conservação e qualidade do     veiculo.


 

 

 
 

DeVitte Seguros
Unid. Vila Ré  - Rua Nhatumani, 811 – Fone:
(11) 2957-2002  //  2685-5527 // 2685-5528
Todos os direitos reservados a DeVitte Seguros - By Vccard